domingo, 9 de outubro de 2011

do cárcere

Medo

aquela inocência
que em seus olhos
se prendiam
hoje se vê
encarcerada
abaixo do medo
que se impregnou
em seus olhos
e do olhar
infectou
depois
que no altar
pisou

Nenhum comentário:

Postar um comentário